A Caixa de Ayla – O Musical

Música, teatro e arte-tecnologia envolvem o espectador em um universo fantástico de seres místicos da floresta e personagens cotidianas de uma pequena cidade do interior

Após duas apresentações com lotação esgotada no Teatro SESC Garagem em maio de 2019, o musical infantil A Caixa de Ayla retorna aos palcos, desta vez no Teatro Mapati em duas sessões diárias nos 3 e 4 de agosto.

Ayla, personagem central do espetáculo, cria histórias e coleciona lembranças guardadas em caixas e é de uma delas que a pequena menina retira um de seus criativos contos, a ser narrado no espetáculo. Tudo se inicia com a chegada do travesso Didi, um garoto misterioso, à pequena cidade onde ela vive. Os dois logo se afeiçoam e se tornam amigos. Juntos, a extrovertida Ayla e o menino se aventuram em brincadeiras e traquinagens nada bem-vistas pelos moradores do povoado.

Preocupados com a nova presença na cidade e achando que pode ser uma má influência para Ayla, os moradores demandam ao padre e ao delegado que façam alguma coisa para que tudo volte ao normal. Planos que vão por água abaixo, pois, o menino os atrapalha com truques mágicos. Os dois pequenos, aborrecidos com as tentativas de afugentar o garoto, se aventuram pela floresta onde participam de uma festa iluminada por vaga-lumes e com as presenças do Saci Pererê, Boitatá e Curupira.

Ao voltarem para a cidade, com o povo ainda inquieto, Didi e Ayla tocam uma canção que explica como nossos corações se deixam levar pelo que veem e ouvem, em vez de apenas sentir. Aos poucos a música contagia a cidade e todos cantam juntos.

Para melhor contar esta história e envolver a plateia na narrativa, serão utilizadas ferramentas tecnológicas de vídeo mapping, sobre um cenário com sensação em 3D onde atores e animação interagem, além de sistema de som quadrifônico, tornando o espetáculo uma experiência imersiva. As canções, fio condutor de toda a história e compostas especialmente para o espetáculo, executadas ao vivo.

A Caixa de Ayla tem direção de William Ferreira e direção musical de André de Moraes e Victor Ziegelmeyer. Estreando no teatro, a jovem Maya Silvino Ziegelmeyer (12 anos), que estrelou no curta-metragem “Doce de Goiabada” e já canta com afinação e emoção, interpreta Ayla, e também Lucca Grossi (16 anos), ator, músico e bailarino, no papel do menino. O músico e produtor Victor Z., vencedor do Grammy Latino em 2002, divide a trilha sonora original com o arranjador André de Moraes.

O musical infantil agora inicia sua trajetória no YouTube, levando semanalmente histórias infantis aos pequenos espectadores. O objetivo, além da diversão, é, claro, resgatar as alegrias da infância tradicional com música, jogos e muita imaginação

Serviço:

Espetáculo: A Caixa de Ayla – O Musical

Local: Teatro Mapati

Endereço: SHCGN 707 Bloco K Casas 5/13 – Asa Norte, Brasília

Dias e horários: 3 e 4 de agosto de 2019, às 16h e às 18h

Ingressos: R$ 20, meia-entrada, mediante doação de 1kg. de alimento, à venda na bilheteria do teatro, nos dias de sessão, ou no Sympla: sympla.com.br/a-caixa-de-ayla—o-musical-no-mapati__591054

Duração: 45 min.

Classificação indicativa: Livre para todos os públicos

Fonte: brasiliagora
Author: Da Redação

Comentários estão bloqueados.