GDF e Ministério da Cidadania discutem ampliação do contraturno dos alunos da rede pública

Governador Ibaneis Rocha e ministro Osmar Terra discutem ampliação do contraturno dos alunos da rede pública. Foto: Renato Alves/Agência Brasília

A ampliação das atividades de contraturno ofertadas a alunos da rede pública do Distrito Federal foi o principal tema do encontro entre o governador Ibaneis Rocha e o ministro da Cidadania, Osmar Terra, nesta quarta-feira (31). A reunião ocorreu na sede da pasta, na Esplanada dos Ministérios, e também serviu para tratar de assuntos nas áreas de esporte e financiamento à cultura.

Tanto o GDF como o Ministério da Cidadania conversaram sobre projetos que possam ampliar o tempo que os estudantes da rede pública passam diariamente nas instituições de ensino e em atividades complementares. O ministro Osmar Terra sugeriu a criação de um Grupo de Trabalho para alinhar o tema e pediu um mapeamento das escolas que oferecem essa programação. Ibaneis Rocha falou sobre as escolas de gestão compartilhada com a Polícia Militar e, também, da parceria com embaixadas e centros olímpicos.

“A visita foi bastante produtiva. Foi sugerido pelo ministro a formação de um grupo de trabalho conjunto com as secretarias do Distrito Federal e o ministério para que a gente possa realmente colocar em prática, no menor prazo possível, todos os projetos que estão aqui no ministério”, destacou o governador.

Cidadania
Osmar Terra conversou sobre programas da Cidadania que podem colaborar e funcionar em acordo com o GDF, como o Bolsa Atleta. Citou também a estrutura das Forças Armadas como possíveis parceiros no projeto de ampliação do contraturno. O ministro considera de fundamental importância “manter os estudantes ocupados o tempo todo, aumentando as horas que ficam na escola”. Ibaneis concordou e se dispôs a ajudar com o tema . “Temos que alinhar a parte da cultura, do esporte e de línguas para fazer o contraturno para termos, no mínimo, mais três horas de aula para esses estudantes”, acrescentou o governador.

O chefe do Executivo esteve acompanhado dos secretários da Fazenda, André Clemente; de Justiça e Cidadania, Gustavo Rocha; de Cultura e Economia Criativa, Adão Cândido; e de Relações Institucionais, Vítor Paulo; além do secretário adjunto de Cultura e Economia Criativa, Cristiano Vasconcelos. Pelo ministério, além de Osmar Terra, participou o subsecretário de Captação de Recursos no Governo Federal, Genésio Vicente.

Visão global
Para Ibaneis, a reunião com Osmar Terra vai abrir as opções de parceria entre o DF e a União. “O encontro foi perfeito. O ministro Osmar Terra tem uma visão global de toda a necessidade da população, tanto na questão da formação profissional, da formação educacional e da parte assistencial, tudo aqui dentro do ministério. Ele abriu as portas para que a gente possa implementar os programas do ministério em parceria com o DF como um verdadeiro laboratório, um modelo de gestão de educação, de formação e de libertação das nossas crianças e adolescentes do mundo da droga e do mundo da dificuldade de trabalho”, disse.

O alinhamento de políticas públicas de interesse para o Distrito Federal tem sido uma das medidas adotadas pelo governador Ibaneis Rocha. Ele também se encontrou, ao longo de 2019, com os titulares dos ministérios de Educação, Desenvolvimento Regional, entre outros. Ainda nessa reunião com Osmar Terra, discutiu-se sobre financiamentos para a cultura do DF e, também, na área social. “Certamente, daqui para frente, em pequeno espaço de tempo, tanto a população do Distrito Federal como de todo o Brasil, a partir desse laboratório, vai poder experimentar um pouco dessa vontade do ministro e da sua equipe de realizar pela população brasileira”, finalizou Ibaneis.

Fonte: agenciabrasilia
Author: Ian Ferraz, da Agência Brasília

Comentários estão bloqueados.